conecte-se conosco

Cultura

Jovens estão trocando “euforia” do álcool pelo “relaxamento” da Cannabis

Pesquisa do Yahoo News indicou algumas mudanças

Published

on

Um tendência que vem sendo observada é que os jovens têm substituído, em certa medida, a Cannabis pelo álcool. O uso recreativo da planta tem força contra a bebida por conta dos efeitos colaterais mais brandos, por exemplo.

“Eu definitivamente gosto mais de Cannabis. É mais relaxante, eu não tenho que me preocupar sobre como agi na noite anterior e não tenho que lidar com ressacas ou vomitar na manhã seguinte”, disse Jena, de Illinois (EUA). Ela não quis revelar seu sobrenome porque o uso recreativo ainda não é permitido em seu estado.

De acordo com uma pesquisa de 2017 do Yahoo News, a maioria dos 55 milhões de consumidores da forma recreativa da Cannabis são nascidos neste milênio – os chamados millennials. Entre esses jovens, apenas 25% fumam sozinhos, número que revela o caráter social do uso, em detrimento de uma rotina individual.

Afeta o bolso

Jena também destacou o fator financeiro para justificar a preferência pela Cannabis, além de ter percebido que nem sequer aprecia o álcool. “Percebi que não gosto nada de beber e me custa mais dinheiro do que a Cannabis”.

Uma pesquisa nacional do Monitoring the Future com 50 mil jovens e adolescentes indicou uma queda no consumo diário de álcool entre estudantes universitários. O número caiu de 4,3% em 2006 para 2,2% em 2017 – em 1980, o valor era de 6,5%.

“Como uma geração, a geração do milênio tende a beber menos, mesmo antes de a legalização da Cannabis ganhar força”, disse Smoke Wallin, presidente da Vertical. “A mudança para cervejas artesanais e coquetéis, assim como vinhos muito mais cedo, faz parte da cultura milenar”.