conecte-se conosco

Cultura

Tommy Chong ironiza DEA por prisão relacionada à Cannabis

“Quando você não faz nada errado, você tem que ser honesto”, disse o humorista

Published

on

O ator e comediante Tommy Chong apresentou um Stand-Up no canal Comedy Central. O principal assunto do programa foi um episódio que poderia ter sido traumático em sua vida, mas ele utiliza o humor para ironizar a situação: o dia em que a DEA (Drug Enforcement Administration), o departamento de narcóticos dos EUA, bateu à sua porta e lhe prendeu por possuir uma muda de Cannabis no porão e por ser filho do dono das lojas Chong Glass Works e Nice Dreams.

O episódio aconteceu em 2003 e fez parte da operação Pipe Dreams, que realizou buscas e apreensões contra empresas de narguilé e tubulações de plantio, na medida em que os produtos vendidos eram utilizados para o consumo de drogas.

Durante o Stand-Up, ele ainda ironiza o então presidente George W. Bush por relacioná-lo ao terrorismo, afirmando que ainda não encontrou os “bilhões de dólares” que a indústria de bongs teria fornecido aos malfeitores.

“Quando você não faz nada errado, você tem que ser honesto”, disse Chong, que comemora o fato de que, hoje em dia, sua prisão provavelmente não aconteceria, na medida em que vários estados dos EUA estão legalizando o uso recreativo da Cannabis.