conecte-se conosco

Legislação

Comissão do Senado vai votar relatório sobre Cannabis medicinal

Senador responsável é favorável à regulamentação do uso terapêutico

Published

on

Na próxima quinta-feira (12), será votado na Comissão de Direitos Humanos do Senado um relatório favorável ao uso medicinal de Cannabis. Alessandro Vieira, do Cidadania (SE), é o responsável pelo projeto e crítico à atual situação do país, na medida em que os pacientes sofrem para ter acesso ao remédio e a comunidade científica não consegue estudar o tema.

Veja também: Diretora da Anvisa garante regulamentação da Cannabis medicinal até outubro

“São notórias as dificuldades enfrentadas por pacientes e pesquisadores na obtenção de drogas ilícitas para fins medicinais e de pesquisa”, afirmou o senador.

Ele relacionou a situação com o atraso no desenvolvimento nacional. De acordo com Vieira, a proibição leva as pessoas a adquirirem remédios canábicos pela clandestinidade, cuja procedência e qualidade dos produtos não possuem fiscalização.

Veja também: Consulta pública da Anvisa sobre Cannabis medicinal teve 1.154 contribuições

“Esse fato prejudica sobremaneira o desenvolvimento científico e tecnológico do País, além de afetar diretamente os pacientes, que acabam sendo obrigados a adquirir medicamentos de custo elevado, desenvolvidos e produzidos totalmente no exterior. Isso quando não são premidos a lançar mão de meios ilegais para obter o produto terapêutico”, completou Vieira.

Apesar da posição a respeito do uso medicinal, ele é contrário à legalização do uso recreativo e tenta convencer seus colegas de Legislativo de que a regulamentação do consumo terapêutico não será uma forma de “liberalização” da Cannabis no Brasil, como defende o governo Bolsonaro.

Veja também: Deputados movimentam o Legislativo sobre o plantio de Cannabis medicinal