conecte-se conosco

Legislação

Nova lei pode melhorar relação entre negócios canábicos e seguradoras dos EUA

Proibição federal deixa empresas desprotegidas

Published

on

Você venderia seguros para uma empresa considerada ilegal pelo governo? Pois esse é o dilema que vivem as seguradoras e negócios de Cannabis nos EUA. Devido à proibição federal, vender uma apólice a companhias canábicas ainda é uma tarefa delicada, até mesmo em estados que liberaram o comércio e uso da planta. Nesse contexto, alguns legisladores estão buscando mudanças para resguardar todos os envolvidos.

Na Câmara, um representante do partido Democrata e outro do Republicano apresentaram projeto para clarificar a situação e garantir o acesso de produtos de seguradoras a empresas legais de Cannabis. Chamada “Clarifying Law Around Insurance Marijuana” (CLAIM Act), a proposta já havia sido apresentada no Senado e pode ajudar os empreendedores do ramo a protegerem suas lojas, plantações e outros elementos de seus negócios.

“Sem seguros de danos materiais, de imobiliário e de caução, o crescimento da indústria da Cannabis seria dificultada ou mesmo bloqueada”, disse Nydia Velasquez, a representante democrata de Nova Iorque que é co-autora do projeto de lei.

Bancos ainda restringem abertura de contas

A legislação federal tem atrapalhado também outros segmentos de mercado nos EUA. Empreendedores canábicos costumam receber recusas de abertura de contas nos bancos e acabam passando por transtornos para realizarem transações financeiras.

No Uruguai, onde a planta foi legalizada em nível federal, bancos internacionais realizam um “bloqueio” contra as empresas canábicas devido ao fato de o país de origem não permitir o comércio de Cannabis.