conecte-se conosco

Legislação

Paraguai regulamenta cultivo de Cannabis para agricultura familiar

Cada família poderá plantar até 2 hectares

Published

on

Um dos países mais conhecidos pelo grande cultivo de Cannabis, o Paraguai regulamentou a produção da planta em agricultura familiar. A decisão vem através de decreto assinado nesta semana pelo presidente Mario Abdo Benitez.

Veja também: Senador paraguaio acredita que legalização da Cannabis dobraria o PIB do país

Cada família poderá cultivar até 2 hectares de cânhamo industrial, uma variedade da Cannabis com baixa concentração de THC. A entrada de sementes para estudos técnicos do Instituto Paraguaio de Tecnologia Agrária (IPTA) também é uma novidade do decreto.

“Esperamos que estas pesquisas sejam concluídas em março do próximo ano e em abril comecem os primeiros cultivos nas regiões do país onde houve êxito nos experimentos”, explicou Rodolfo Friedmann, ministro da Agricultura. “Está previsto o cultivo nos departamentos de San Pedro, Concepción, Paraguarí, Central e Chaco”, completou.

Cerca de 25 mil famílias poderão cultivar cânhamo, cujo preço por hectar está estimado em 10 milhões de guaranis (cerca de 1.542 dólares, na cotação atual).

Veja também: Na Colômbia, indústria canábica quer liderança global

“(As famílias) Poderão crescer nesta nova área, com uma variedade de plantas da Cannabis com menor porcentagem de psicoativos”, destacou Friedmann.