conecte-se conosco

Legislação

Parlamento de Israel aprova exportação de Cannabis medicinal

Medida ainda depende de aprovação do primeiro-ministro

Published

on

Um dos mais antigos e reconhecidos centro de pesquisas sobre os benefícios terapêuticos da Cannabis, Israel deve começar a exportar a planta para fins medicinais. No final de dezembro, o parlamento nacional aprovou lei que autoriza as vendas ao exterior e agora depende apenas da homologação do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu.

Entre os objetivos da mudança está o aumento da receita de Israel, que já é um dos maiores centros de produção de Cannabis do mundo, em 230 milhões de euros anualmente. A tradição do país em tecnologia agrícola é um diferencial para potencializar o cultivo e venda da planta em larga escala.

O Ministério da Saúde e a polícia serão responsáveis por autorizar a emissão de novas licenças de cultivo, além de fiscalizar o cumprimento de um rígido regulamento. Infratores poderão ser punidos com multas altíssima e até mesmo prisões.

 

Israelense descobriu compostos da Cannabis

O cientista Raphael Mechoulan, chefe do Centro de Pesquisas de Dor da Faculdade de Medicina da Universidade Hebraica de Jerusalém, foi o responsável pela descoberta dos compostos da Cannabis. O feito ocorreu na década de 1960, tempos difíceis para a realização de estudos dessa natureza.

Mechoulan é amigo pessoal e profissional do brasileiro Elisaldo Carlini, com quem realizou diversas pesquisas sobre o potencial terapêutico da planta.