conecte-se conosco

Mais

Além da Cannabis, estados dos EUA legalizam uso medicinal de cogumelos

Fungos têm sido testados no tratamento de depressão

Published

on

A legalização da Cannabis tem se intensificado pelo mundo todo, alterando não só as legislações nacionais, mas também a forma de pensar das populações a respeito da planta. Liberar outras substâncias medicinais consideradas ilícitas, no entanto, ainda é uma ideia distante. Você sabia, por exemplo, que os cogumelos têm potencial terapêutico?

Em maio deste ano, o estado de Denver, nos EUA, descriminalizou o fungo que contém psilocibina, substância com efeitos psicoativos, mas que tem sido testada no tratamento de depressão. A cidade de Oakland, na Califórnia, tomou a mesma medida, a qual pode ter adesão do estado de Oregon em 2020.

A própria FDA (Food and Drugs Administration) classificou o uso do cogumelo como “terapia inovadora” em outubro do ano passado, liberando a companhia Compass Pathways a aplicá-los em pacientes que não tiveram bons resultados com os remédios convencionais.

Veja também: Cannabis era usada há 2.500 anos em rituais funerários

Pesquisadores da Universidade de Nova York descobriram a eficácia da psilocibina em reduzir de forma “rápida e sustentada” a ansiedade e depressão em enfermos com câncer em estágio avançado.

Na Universidade Johns Hopkins, por sua vez, estudiosos verificaram a capacidade dos cogumelos ajudarem na redução do tabagismo e do alcoolismo.

“As aplicações médicas e terapêuticas se tornam inquestionáveis em um mundo onde a depressão é uma das doenças mais comumente diagnosticadas”, afirmou Ronan Levy, que é ex-executivo da Aurora Cannabis e cofundador da Field Trip Ventures, startup de Toronto (Canadá) focada em psicodélicos terapêuticos, como os cogumelos.

As pesquisas sobre uso medicinal de cogumelos ainda são escassas devido à ilegalidade do fungo na maioria dos lugares. Nesse contexto, fica o questionamento: além da Cannabis, por que não permitir que a ciência estude uma substância proveniente da natureza e com potencial de cura?

Como comprar CBD? Saiba aqui.