conecte-se conosco

Mais

Cannabis aliviou tensão de Edward Norton e Brad Pitt em “Clube da Luta”

Inseguros sobre sucesso do filme, eles relaxavam com a planta

Published

on

Os fãs de “Clube da Luta” podem nem imaginar, mas os protagonistas do filme não estavam confiantes sobre o sucesso da produção. Recentemente, Edward Norton revelou que ele e Brad Pitt fumavam Cannabis para aliviar a tensão durante as gravações, na medida em que previam o fracasso do longa.

Veja também: Prefiro a tomar tarja preta”, diz Luana Piovani sobre fumar Cannabis

“Eu lembro dele [Brad Pitt] olhando de lado para mim e dizendo, ‘como você acha que isso vai ser?’. E eu respondi para ele que achava que iria muito mal. Ele concordou comigo e me chamou para fumar. Ele sempre tinha um baseado”, contou Norton.

O sentimento pode ser considerado análogo a seu personagem no filme, um cidadão estadunidense de classe média entrando em depressão em meio à rotina de vendedor de seguros. Assim como na trama, Norton também não tinha boas expectativas quanto à receptividade da crítica.

E foi o “vendedor de sabonetes” que conseguiu animá-lo um pouquinho. No filme, Tyler Durden lhe apresentou o Clube da Luta, o que atribuiu novo sentido em sua vida. Na vida real, foi Brad Pitt, intérprete de Durden, que resolveu a ansiedade com seus baseados.

No fim das contas, “Clube da Luta” chegou a ser vaiado em festivais, mas se tornou uma das principais referências do cinema contemporâneo – muito possivelmente, faz parte da sua lista de 5 ou 10 filmes favoritos.

“Eu lembro que quando (o filme) saiu nós fomos em um festival e as pessoas vaiaram, algumas até saíram da sessão. Mas nós ficamos lá sentados assistindo e havia esse clima negativo na sala e ele [Brad Pitt] virou para mim e disse: ‘Eu acho que esse é o melhor filme que vou fazer na vida’. Eu respondi: ‘Eu também acho’. Nós estávamos nos abraçando e chorando, estávamos muito felizes”, contou Norton.