conecte-se conosco

Mais

Como o teatro pode ajudar na luta pela legalização da Cannabis?

No Dia Nacional do Teatro, lembramos da performance de Ricardo Petraglia

Published

on

Textos, panfletos, conversas… A luta pela legalização da Cannabis assume várias formas, cada uma intervindo na realidade de uma maneira diferente. A arte por exemplo, pode ter um caráter despretensioso, mas conter um poderoso e crítico conteúdo. Relembramos “Os malefícios da maconha” como exemplo disso no Dia Nacional do Teatro.

O grande trunfo do monólogo de Ricardo Petraglia é a utilização do humor para tratar do tema, que ainda é um grande tabu na sociedade brasileira. O protagonista tem de se explicar ao Estado depois de um flagrante forjado pela polícia.

Ao longo do espetáculo, a história do uso terapêutico da planta é narrada, explicando-se que a proibição nem sempre existiu.

A produção faz alusão à peça russa “Os malefícios do tabaco”, escrita por Anton Tchekhov em 1887, na qual o intérprete é convocado a palestrar sobre o tema-título, mas discorre a respeito dos anos de sofrimento que viveu no casamento.

Em entrevista à revista JP, Petraglia contou que tem se dedicado exclusivamente à legalização da Cannabis. “Hoje sou um ativista canábico, me aposentei ideologicamente. Parei de ser ator, já vendi muita porcaria fazendo comerciais e não aguento mais alguém me mandando ir para direita ou para esquerda”, afirmou.

Seu monólogo fez parte do evento Ganjah Lapa, que aconteceu no primeiro semestre, além de outros eventos que discutem a revisão da política de drogas no Brasil.