conecte-se conosco

Mais

General Villas Bôas defende legalização da Cannabis medicinal

Militar sofre de doença que pode levá-lo a perder a voz

Published

on

Ex-comandante do exército e atual assessor do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), o general Eduardo Villas Bôas defendeu a Cannabis medicinal e criticou o que ele chama de “hipocrisia social” da parte de quem é contrário à regulamentação do remédio.

Saiba como obter Cannabis medicinal

O militar sofre de uma doença motora degenerativa e corre o risco de perder a fala. Ele tem feito testes com equipamentos de acessibilidade, como uma máquina para navegar na internet sem o uso das mãos, e foi apresentado também aos benefícios medicinais do canabidiol.

Apesar de ainda não fazer uso do medicamento canábico, o general defendeu a luta de famílias para conseguirem o remédio.

Veja também: General defende legalização das drogas e afirma que proibição só “aumenta a lucratividade”

“Eu não entendo por que ao mesmo tempo que tem gente lutando aí, defendendo a legalização da maconha, está tão difícil se obter esses medicamentos para efeito medicinal. Eu acho, de certa forma, até uma hipocrisia social e vejo a luta de algumas pessoas que dependem disso para minimizar sintomas de efeitos de algumas doenças que têm dificuldade”, disse Villas Bôas em entrevista ao canal SBT.

Ele pretende, inclusive, abrir uma clínica para ajudar pessoas com doenças incapacitantes.

Apesar de ser aliado de Jair Bolsonaro, Villas Bôas tem opinião diferente sobre a Cannabis. O presidente disse que não vai interferir nas decisões da Anvisa, mas confirmou ser contrário à regulamentação e colocou um indicado seu na diretoria da agência.