conecte-se conosco

Mais

Meu filho usa Cannabis. E agora?

Buscar conexões entre pais e filhos é fundamental

Published

on

Uma das mais graves “infrações” que um jovem pode cometer é consumir Cannabis. Várias artimanhas são desenvolvidas para ocultar as “provas do crime”, como os itens de preparação dos cigarros, o cheiro peculiar e a vermelhidão dos olhos. Mas a “máscara” pode cair a qualquer momento: o que fazer quando se descobre que seu filho “fuma maconha”?

As questões legais são um ponto importante a se pensar. Afinal de contas, no Brasil, a criminalização da planta ocasiona um problema de segurança aos consumidores de Cannabis. No entanto, as discussões acabam não sendo levadas por esse viés.

Provavelmente, a vergonha é o mais forte sentimento que os pais têm quando descobrem o segredo do filho. Pouco importa se o jovem foi abordado pela polícia, por exemplo, correndo algum risco legal. “Como eu vou explicar isso para as outras pessoas da família?”, pensam, em crise, pai e mãe.

Nesse sentido, o debate acaba sendo levado por uma perspectiva moral. O fato de a Cannabis ser criminalizada não é a principal questão – outros crimes cometidos por pessoas da família, como sonegar impostos, costumam ser mais bem aceitos. Consumir a planta é entendido como um desvio moral, uma intervenção de “forças sombrias” sobre essas pessoas.

Vale questionar: se não mata e, inclusive, tem uma série de propriedades medicinais, por que a “maconha” é tão temida? Por que é tão pior que o álcool e o cigarro?

A resposta para essa isso está em questões históricas. O tabu foi construído sobre interesses econômicos, por exemplo, na medida em que os senhores de escravos acreditavam que a Cannabis prejudicava o desempenho dos escravos nas lavouras.

Pode-se falar também, por exemplo, no fato de a planta estimular o pensamento e a criatividade. Para o status quo, pessoas com ideias “revolucionárias” podem ser uma ameaça.

Desconstruir um tabu histórico, no entanto, não é tarefa simples. Uma ideia que se fortaleceu durante séculos ainda vai demorar a ser derrubada. Quando um consumidor de Cannabis é descoberto e entra em conflito com seus pais e familiares, a única forma de solucionar essa situação é que ambas as partes busquem conhecimento a respeito do tema e encontrem conexões entre si.

A resposta para esse problema só pode se dar numa via de mão dupla: paralelamente à desconstrução do tabu por parte dos pais, cabe aos filhos compreender que seus “velhos” viveram em outro tempo e precisam de paciência.