conecte-se conosco

Mais

Saiba mais sobre a planta que pode substituir a Cannabis

Estudos indicam potência medicinal e recreativa da Radula

Published

on

Uma planta nativa da Nova Zelândia, Costa Rica e Japão está despertando o interesse de pesquisadores. A radula tem efeitos semelhantes aos da Cannabis sativa e pode ser até mais eficiente medicinalmente.

A planta é do gênero Radula, uma subdivisão da família Radulaceae. Dentre as cerca de 300 espécies descritas, já foram encontrados psicoativos na Radula marginata, na Radula laxiramea e na Radula perrottetii, entre outras.

Foi publicado na Science Advances um estudo de pesquisadores das universidades de Berna e de Zurique, da Suíça. Entre os resultados, está uma conclusão geral de que a radula pode ser considerada um canabinoide “moderadamente potente, mas eficaz”.

“Radula contém perrotinolene, uma variante do THC psicoativa, com efeitos semelhantes”, disse um dos autores do estudo, o bioquímico Jürg Gertsch, professor da Universidade de Berna.

“(Em comparação com a maconha,) eles diferem em termos de potência e, possivelmente, efeitos adversos. Nós não testamos os efeitos da própria planta – podemos esperar que o conteúdo de perrotinolene varie entre amostras diferentes”, completou Gerstch.

Ele explicou que, ao menos nos testes com camundongos, os compostos da radula apresentaram menos danos na memória.  “É menos potente e podemos esperar menos efeitos no sistema nervoso central e, por exemplo, na memória. Mas ainda são necessários mais estudos para comprovar isso”, afirmou.