conecte-se conosco

Mais

Vale a pena falar de Cannabis na ceia de Natal?

CBDB defende um diálogo aberto e que gere conexões

Published

on

Eventos familiares costumam reunir pessoas que não se veem com frequência, muitas vezes possuindo opiniões bastante diversas em relação a temas sociopolíticos. Todos chegam ao encontro carregados com suas histórias e valores e, assim, algumas questões polêmicas são colocadas em pauta. Nesse contexto, queremos suscitar uma reflexão: é possível quebrar tabus durante a ceia de Natal?

A equipe do Cannabidiol Brasil acredita que, através de muita informação e dados, sim, é possível. Entendemos que a essência de uma conversa construtiva e transformadora tem a ver com buscar conexões entre as pessoas envolvidas. Discursos inflamados e agressivos servem apenas para criar estereótipos e fortalecer ainda mais o tabu de que se trata.

No caso da Cannabis, acreditamos que o caminho é indicar os benefícios medicinais, econômicos e sociais que a legalização da planta traria. Apresentar exemplos de pessoas que precisam do óleo para tratar enfermidades de seus familiares, de países que aqueceram sua economia através dos impostos arrecadados com o comércio canábico e do enfraquecimento do tráfico de drogas, na medida em que, havendo produtos legalizados, a tendência é que as pessoas passem a buscar Cannabis certificada pelos órgãos de controle de qualidade.

É importante lembrarmos que, conforme já apresentamos em nosso portal, o preconceito a respeito da Cannabis é algo histórico, havendo até hoje a defesa da “guerra às drogas” por parte de alguns governos. Nesse contexto, não será uma única e “perfeita” conversa militante a responsável por acabar com o estigma sobre a planta. O processo demanda cuidado e paciência, sendo necessário compreender a realidade de cada pessoa com que se fala para que sejam identificados os pontos sensíveis e, assim, seja possível incidir em seu pensamento.

Desejamos um feliz Natal a todos e que as festas sejam repletas de diálogos transformadores e respeitosos!