conecte-se conosco

Negócios

Apoiada em jurisprudência, associação vai à Justiça para produzir canabidiol

Depois da ABRACE, Cannab pode ser autorizada a pesquisar, cultivar e produzir óleo

Published

on

A Associação para Pesquisa e Desenvolvimento da Cannabis Medicinal no Brasil (Cannab) está buscando na Justiça baiana autorização que pode beneficiar ao menos 50 pacientes. A Cannab entrou com pedido de liminar para obter o direito de pesquisar, cultivar e produzir o óleo de canabidiol. Atualmente, a legislação brasileira permite apenas a importação do óleo, que pode acontecer depois de autorização da Anvisa e do desembolso de milhares de reais.

Na Paraíba, a Associação Brasileira de Apoio Cannabis Esperança (Abrace) já foi autorizada a cultivar e manipular a Cannabis sativa para fins medicinais e auxilia no tratamento de cerca de 600 pacientes.

Nicole, de dois anos e dois meses, é uma das associadas da Cannab que pode ser beneficiada com uma decisão positiva do judiciário. Vítima de microcefalia, ela sofria até oito ataques epiléticos por dia, número que diminuiu para dois após o acréscimo do canabidiol no tratamento. Ingrid Graciliano, 27, mãe da garota, conta que dois frascos importados do produto custaram 5 mil reais.

Leandro Stelitano, presidente da Cannab, indica que a produção nacional terá um custo muito menor e diminuirá conforme o aumento da demanda. “A nossa previsão é que o frasco produzido aqui no Brasil custe de 180 a 200 reais, mas o valor tende a diminuir conforme mais gente esteja autorizada a comprá-lo”, afirmou.

Fonte: El País.