conecte-se conosco

Negócios

Curado pela planta, empreendedor tenta vender app de Cannabis no Shark Tank

Ferramenta conecta pacientes e médicos nos EUA

Published

on

No “Shark Tank”, empreendedores tentam vender suas ideias a empresários de sucesso, os quais poderão investir nas empresas iniciantes de acordo com a crença no sucesso do negócio. Todos os segmentos de mercado se apresentam ali: cabeleireiros, esportes, moda, produtos de limpeza – quem assiste ao programa vai se lembrar do caso do FreeCô, bloqueador de odores sanitários que foi rejeitado pelos jurados e se tornou um grande sucesso. Mas, será que eles vão “botar fé” num aplicativo de Cannabis criado por um paciente que se curou com a planta?

Nesta sexta-feira (5), o “Shark Tank Brasil” terá entre seus participantes João Paulo Costa. Vítima de epilepsia, ele foi diagnosticado aos 16 anos de idade e, aos 26, chegou a viver dentro de um quarto com blindagem contra luz e som externos para tentar evitar crises convulsivas. E foi com a Cannabis que a sua vida mudou.

Veja também: Profissão Repórter aborda uso de canabidiol no tratamento de pessoas autistas

“A Cannabis se tornou a partir daí minha vida medicinal, recreativa e profissional”, contou João, que, no último item, refere-se ao aplicativo criado para conectar pacientes e médicos que, respectivamente, precisam e prescrevem Cannabis medicinal.

A ideia se difundiu pelos EUA, onde mais de 30 estados legalizaram o consumo terapêutico da planta e mais de 10 o uso recreativo. De acordo com o empresário, já são mais de 350 mil usuários e 6 mil estabelecimentos cadastrados.

“No Brasil, isso [a legalização] está muito longe”, alerta Caito Maia, um dos jurados do programa e fundador da Chilli Beans. João Paulo chega a concordar, afirmando que sua intenção, atualmente, é atuar nos mercados dos EUA e Canadá. Apesar disso, oferece aos “tubarões” 10% de sua empresa pelo salgado montante de R$ 300 mil.

Você investiria nessa ideia? Para saber se a decisão foi positiva, assista ao “Shark Tank Brasil”, que será exibido às 22h no canal Sony.

Veja também: Amaury Jr. visita universidade da Cannabis