conecte-se conosco

Negócios

Empresa canadense quer investir em startup de Cannabis com fundador brasileiro

Representantes da Wayland Group vieram ao Brasil

Published

on

Avaliada em US$ 54 milhões, a VerdeMed deve vender 10% de suas ações para a Wayland Group, empresa canadense de produtos à base de Cannabis. Dois executivos da Wayland estão no Brasil e pretendem fechar negócio antes do Carnaval.

Se concretizada, a operação deve girar em torno de US$ 6 milhões. O negócio despertou interesse da Wayland devido à atuação da VerdeMed na América Latina, principalmente no Brasil e no Chile. Um dos fundadores da startup, inclusive, é brasileiro.

A companhia canadense pretende incluir a VerdeMed numa empresa de alcance global, a qual ainda será criada.

 

Brasileiros investem na Cannabis

Apesar do atraso na regulamentação da Cannabis medicinal por parte da Anvisa, os empreendedores brasileiros já estão se movimentando no aquecido mercado de Cannabis.

Além da participação de um brasileiro na VerdeMed, outro exemplo é o caso do paranaense Jonas Rossatto, 29, que criou uma plataforma para organizar as longas filas de espera para compra de Cannabis legal no Uruguai.

Com seu aplicativo, os consumidores podem reservar a quantidade desejada da planta e, assim, não precisam se submeter a horas e horas de espera nas farmácias.