conecte-se conosco

Negócios

Empresa dos EUA faz proposta para aquisição da Aphria

Em dezembro, produtora canadense de Cannabis recusou primeira investida

Published

on

A estadunidense Green Growth Brands fez uma oferta à Aphria que pode chegar a 2,8 bilhões de dólares canadenses. Os americanos já haviam dado um lance inicial em dezembro, mas a companhia do Canadá considerou a proposta tão baixa que a subestimava “significativamente”.

Veja também: Scythian Biosciences Corp. vende ativos na Jamaica e América Latina para a Aphria

Os valores atuais, no entanto, não são diferentes. A novidade é que as ações da Green Growth estão valorizadas: agora, sendo vendidas de fato a 7 dólares canadenses por ação. No último mês, a companhia considerou os mesmos valores para a negociação, mas seus papéis estavam sendo comercializados a valores inferiores.

Se concretizada, a aquisição será a maior transação internacional do mercado de Cannabis. A família Schottenstein, que enriqueceu com vendas a varejo no estado de Ohio (EUA), é quem está por trás da Green Growth.

 

Especulação em xeque

As movimentações da Green Growth, no entanto, chamaram a atenção da Hindenburg Research, consultoria especializada em vendas a descoberto. Um dos pontos levantados foi o fato de o segundo maior acionista da Green Growth ser um fundo patrocinado pela Green Acre Capital, a qual tinha Vic Neufeld, presidente da Aphria, como um de seus conselheiros.

“(A proposta feita em dezembro” não tem credibilidade e é provavelmente uma tentativa de gerar a aparência de demanda, na esperança de motivar ofertas críveis”, afirmou a Hindenburg em relatório.

Através de um comitê especial criado para apurar as acusações, a Aphria rechaçou as denúncias, as quais considerou “falsas e difamatórias”. Neufeld, por sua vez, anunciou que deixará a presidência da Aphria gradualmente nos próximos meses, mas deve continuar no conselho da empresa.