conecte-se conosco

Negócios

Executivo dos EUA vislumbra crescimento do mercado canábico brasileiro

“Grande oportunidade”, diz o presidente da Medical Marijuana

Published

on

Stuart Titus, 62, presidente da Medical Marijuana, foi entrevistado recentemente na cidade de São Paulo, comentou quais são algumas perspectivas da companhia para o próximo período. E uma das apostas é o mercado brasileiro, cujas vendas ele acredita que passarão do dobro em 2019.

“O Brasil é uma grande oportunidade. Definitivamente, vamos começar a investir”, declarou Titus. Com sede na Califórnia, sua empresa projeta receita US$ 65 milhões e U$ 68 milhões em 2018 – em 2017, o número foi de US$ 25,5 milhões. Não se sabe, no entanto, qual porcentagem se refere à comercialização de medicamentos no Brasil.

Titus saiu do Credit Suisse First Boston em 1990, mas foi apenas em 2009 que começou a investir em Cannabis medicinal. Na época, a Medical Marijuana havia acabado de abrir capital e utiliza cartões pré-pagos de débito para gerenciar a distribuição de seus produtos e o pagamento de impostos.

Em 2015, o executivo chega a San Diego para assumir a liderança da companhia na transição do negócio para o comércio de CBD.

Atualmente, a Medical Marijuana tem operações no México, exporta para países como Paraguai e Brasil, possui escritório na Argentina e visa empreendimentos na Ásia. A matéria-prima utiliza pela empresa vem da Europa, mas os medicamentos são produzidos nos EUA.