conecte-se conosco

Negócios

Índia terá sua primeira clínica de Cannabis medicinal

Empresa utiliza brecha legal; entenda

Published

on

Considerada o local de origem da Cannabis, a Índia vai inaugurar uma clínica especializada no uso medicinal da planta. A iniciativa é da HempCann Solutions, uma startup de Odisha, que escolheu a cidade de Bangalore para iniciar suas atividades.

Veja também: Aceleradora quer desenvolver startups de Cannabis medicinal no Brasil

Apesar da Cannabis ainda ser proibida pela legislação do país, uma brecha foi encontrada: apenas as folhas e resina da planta são proibidas, na medida em que elas possuem as maiores concentrações de THC. Não há restrição, no entanto, sobre as folhas e sementes – as quais costumam ter baixas concentrações de THC, mas esses níveis são mais elevados nas plantas indianas.

Assim, sob o nome social Vedi Herbals, a HempCann Solutions vai poder prescrever e comercializar medicamentos canábicos. Uma atividade que vai resgatar a tradição da Ayurveda, a medicina tradicional indiana que remonta a milênios.

“A Cannabis é mencionada várias vezes na Ayurveda, que é o sistema médico original da Índia com mais de 5 mil anos”, afirmou Sourab Agarwal, diretor da HempCann Solutions e fundador da Medicinal Cannabis Foundation of India.

“A Índia é o local de nascimento da Cannabis e agora é a hora certa de fazer os profissionais de saúde perceberem seu imenso valor terapêutico”, completou.

Aayushman Narayan, executivo de desenvolvimento de negócios da HempCann, falou a respeito da importância da combinação entre CBD e THC para a qualidade dos tratamentos. “O THC cuida da inflamação e dor, enquanto o CBD age aumentando sua imunidade, assim curando a doença em vez do paciente acabar dependente de uma classe de drogas para funcionar normalmente. Remédios de ervas recomendados por textos tradicionais antigos e validados pelos princípios da ciência moderna não são viciantes e não têm efeitos colaterais”, explicou.