conecte-se conosco

Negócios

No Canadá, Cannabis está em falta enquanto muitos fornecedores aguardam licença

Empresas estão se desdobrando para atender à demanda

Published

on

A legalização da Cannabis recreativa colocou um novo desafio às empresas do setor: atender à crescente demanda pelos produtos, que têm se esgotado em velocidade mais que sua reposição. Enquanto isso, muitos fornecedores ainda esperam pela autorização para vender a planta.

“Estamos roendo unha e acho que nossos acionistas também”, afirmou Anthony Durkacz, diretor da FSD Pharma, produtora de Ontário. No ano passado, a companhia conseguiu licença para cultivo, mas ainda não pode vender. “Queremos fornecer”, completou Durkacz.

Ele explicou que o processo para obtenção da licença é caro e exigente, sendo necessária a produção de duas colheitas completas, as quais serão submetidas a testes. O software de venda da empresa também passa por auditoria e apenas depois desse processo é possível solicitar uma licença de venda, a qual pode levar mais 341 dias.

“Mesmo que tenha feito tudo, e que esteja tudo certo, o solicitante pode ter que esperar um ano para conseguir a licença”, lamentou.

A vida também não está fácil para os empresários que já obtiveram autorização de venda. Mas por um motivo nem tão ruim assim: a demanda está muito mais alta do que o esperado.

Administrada pelo governo local, a Ontario Cannabis Store recebeu 100 mil encomendas apenas nas 24 horas de início das vendas legais. O valor é maior do que a soma de todas as outras províncias do país.

“A resposta tem sido inacreditável”, disse Bruce Linton, CEO da Canopy Growth. “Não acho que acabará tudo, mas é possível que as pessoas não consigam exatamente o mesmo produto que compraram da última vez”.