conecte-se conosco

Negócios

Se legalizar, Austrália estima adicionar quase AU$ 2 bilhões na economia

Orçamento dá ainda mais força à legalização no país

Published

on

As bancadas parlamentares da Austrália tem debatido cada vez mais o tema recentemente. No início do mês, contamos que país está inspirado nos Estados Unidos e Uruguai para legalizar a planta para fins recreativos.

Veja também

Austrália considera legalizar uso recreativo

Segundo o partido político Australian Greens, também conhecido como The Greens, o plano é não apenas descriminalizar a Cannabis como também legalizá-la para o uso adulto.

De acordo com o Parliamentary Budget Office (PBO – em tradução livre “escritório orçamentário parlamentar”), a economia só tem a ganhar se a decisão for favorável. Seriam quase AU$ 2 bilhões por ano, com estimativa de chegar a AU$ 3,5 bilhões após quatro anos – baseado em uma taxa de 25%. É claro que é esperado a definição de taxas e regras de pelo governo, assim como já funciona com a indústria do álcool e do tabaco.

Para o líder do The Greens, Richard Di Natale, a aprovação permite o redirecionamento de recursos em policiamento para outras substâncias ilícitas. “Como médico especialista em drogas e álcool, vi que a abordagem ‘resistente às drogas’ causa um enorme dano. Isso afasta as pessoas de obter ajuda quando precisam e as expõe a um perigoso mercado negro”, comenta Richard.

Há quem se mantenha contra

Apesar dos bilhões que podem agregar na economia australiana, o PBO afirma que a estimativa é limitada às informações disponíveis sobre o consumo de Cannabis atualmente. Segundo as estatísticas do Australian Institute of Health and Welfare, cerca de 35% dos cidadãos já usaram a planta.

Líderes de outros partidos, inclusive o ministro da saúde Greg Hunt, são contrários à legalização por considerarem a Cannabis uma porta de entrada para outras substâncias.

Fonte: The Guardian.