conecte-se conosco

Saúde

CBD e THC: conheça as diferenças, mitos e verdades

Ambos possuem propriedades medicinais

Published

on

Muito provavelmente, você já ouviu falar que o THC é a parte “ruim” da Cannabis. Enquanto o CBD seria o único composto medicinal a ser extraído da planta, o THC estaria fadado à eliminação, garantindo-se, assim, a maior “pureza” possível do medicamento. Correto? Na verdade, não é bem assim.

A Cannabis é uma planta que, assim como todas as outras, possui uma série de compostos – no caso dela, essas substâncias são chamadas canabinoides. Cada um deles tem características específicas, não necessariamente “boas” ou “ruins”, podendo ser benéficas ou não para a saúde a depender do quadro clínico do paciente.

Nesse contexto, os principais canabinoides são o canabidiol (CBD) e tetra-hidrocanabinol (THC), os quais geralmente constam em maiores concentrações na Cannabis. Algumas variedades possuem quantidades maiores do primeiro, outras do segundo, e algumas outras têm níveis equilibrados das duas substâncias.

As propriedades terapêuticas do CBD são mais facilmente aceitas pela sociedade, na medida em que o composto não ocasiona efeitos psicoativos. Seu princípio ativo consiste, principalmente, em relaxar e aliviar dores.

Quando se fala em THC, no entanto, alguns “especialistas” logo dizem que “esse faz mal”. Vamos explicar: o THC é o principal responsável pelo “barato” do uso de Cannabis, ou seja, pelo efeito psicoativo da planta. Mas a substância também tem grande potencial medicinal, sendo um poderoso analgésico e estimulante de apetite. Muitos pacientes em quimioterapia, por exemplo, precisam do THC para controlar as fortes dores e náuseas que sofrem. O alívio desses sintomas ajuda o paciente a comer e, consequentemente, a melhorar sua qualidade de vida.

Verdades absolutas não existem. Tudo é bastante relativo e precisa de uma boa análise para que se possa tirar conclusões. Fique de olho em nossos canais para conhecer mais profundamente as descobertas da ciência sobre as propriedades medicinais dos canabinoides. Não caia em tabus e preconceitos: busque o conhecimento antes de falar besteira por aí!