conecte-se conosco

Saúde

Empresa tenta expandir conhecimento e uso do canabidiol em MT

Pesquisas com universidades e hospitais paulistas estão sendo feitas

Published

on

Importadora de remédios canábicos, a Greenfields busca difundir e desmistificar esse tipo de medicamento. Sediada em São Paulo, a companhia iniciou trabalhos em Mato Grosso em 2018. Os produtos são totalmente naturais e trazidos da Alemanha e da Suíça.

“Nosso intuito principal é promover a educação e desmistificação destes produtos no mercado e fornecer de pronto uma solução que atualmente é a mais barata do mercado e altamente eficaz para doenças crônicas refratárias”, afirmou Sthefan Negraes Consorte, CEO da Greenfields. De acordo com Felipe Agostinis, representante da empresa em MT, o preço do medicamento pode variar entre US$ 50 e US$ 400, o que dá algo entre R$ 185 e R$ 1.480.

Mesmo reconhecendo a existência de avanços, o CEO lamentou o preconceito acerca da Cannabis. “A gente consegue verificar que está tendo uma quebra do preconceito. Porém ainda existem alguns setores da sociedade que têm muita resistência ao tratamento e não entendem que esse produto não é uma droga recreativa”, disse Consorte.

A Greenfields trabalha com um produto composto por canabidiol e apenas 1% de THC. Esse medicamento pode tratar “parkinson, a tremedeira, as convulsões da epilepsia. Além disso, também é um anti-inflamatório muito potente e vai agir em quase todas as doenças com processo inflamatório”, afirmou Sthefan.

O empresário explicou também que o próprio THC, em “doses certas e controladas”, pode ter efeito de “um anestésico muito potente e que não traz o efeito reverso como o da morfina”.

Pesquisas em parceria com instituições paulistas estão sendo realizadas. Um estudo pré-clínico na Universidade Anhembi-Morumbi e uma pesquisa sobre tratamento para fibromialgia na Universidade Mackenzie, além de estudos clínicos no Hospital Sírio Libanês, são algumas das iniciativas.

Fonte: MidiaNews.