conecte-se conosco

Saúde

Pesquisa indica que Cannabis é a segunda droga mais consumida no sexo

Planta só “perdeu” para o álcool; veja outras substâncias lembradas

Published

on

Pesquisadores do University College London decidiram analisar um dado curioso do Levantamento Anual de Drogas. Eles estudaram as quase 23 mil respostas que faziam referência ao uso de drogas durante as relações sexuais, chegando à conclusão de que a Cannabis é a segunda substância que mais é utilizada pelos casais para potencializar o momento.

Entre as mulheres participantes da pesquisa, 26% declararam já ter feito sexo sob o efeito da planta, número que sobe para 37% quando se trata dos homens.

Não foram verificadas diferenças consideráveis quando se trata de orientação sexual: héteros, gays e bissexuais utilizam drogas de maneira e quantidades semelhantes.

A substância “campeã” foi o álcool, havendo 60% de pessoas que afirmaram já ter transado bêbadas. Um resultado que já era esperado, na medida em que a substância é legalizada na maioria dos países e, consequentemente, mais acessível.

Aparecem também na lista a ketamina, “poppers”, cocaína e ecstasy – este último foi considerado o que mais potencializa a intimidade entre o casal.

Will Lawn, um dos autores da pesquisa, explicou que as descobertas não devem ser usadas como uma forma de “encorajar” as pessoas a utilizarem essas substâncias nas relações sexuais. Identificados os hábitos, ele defende a criação de estratégias para evitar que se consuma doses fatais. Seu argumento é de que, ao invés de apenas dizer à população para “não utilizarem drogas”, o caminho é compreender os costumes e reduzir os danos do abuso no consumo.