conecte-se conosco

Saúde

Pesquisa indica que Cannabis pode melhorar disposição para atividades físicas

Mais de 600 pessoas foram entrevistadas

Published

on

Um estudo realizado na Universidade do Colorado, nos EUA, indicou que a Cannabis pode não ser aquela “pedra no sapato” para quem quer ter disposição. Mais de 600 homens e mulheres, todos consumidores da planta, foram entrevistados, sendo que 82% deles disseram utilizar a planta praticamente durante os exercícios.

O dado mais impressionante, no entanto, foi que 70% deles declararam sentir que os exercícios físicos ficam mais prazerosos – nada de cansaço ou preguiça, atributos comumente associados aos consumidores de Cannabis.

Outras curiosidades foram as seguintes: com o uso da planta, 80% dos entrevistados sentem uma recuperação mais rápida; mais de 50% sentem mais disposição; e 35% acreditam ter uma melhora no desempenho.

“O estereótipo mais comum (do consumidor de Cannabis) é o de alguém que passa horas viajando no sofá, comendo salgadinhos”, disse Angela Bryan, professora da Universidade do Colorado e supervisora do estudo.

Para chegar aos resultados, a equipe de Angela preparou um questionário sobre o uso de Cannabis uma hora antes de atividades físicas, durante e até quatro horas depois. As perguntas do formulário tratavam das sensações que as pessoas percebiam diante da associação da planta com os exercícios.

“Ao iniciar a pesquisa, temíamos que o uso da Cannabis fosse prejudicial à atividade física”, contou Bryan, fazendo uma ressalva: os resultados não devem ser entendidos como um incentivo ao uso de Cannabis nas atividades físicas, mas apenas como uma pista para desmistificar a ideia de que os consumidores da planta são “preguiçosos e sedentários”.