conecte-se conosco

Saúde

Popularidade da Cannabis recreativa abre espaço para o viés medicinal da planta

Como a indústria equilibra a oferta e demanda dos dois lados

Published

on

A cada movimentação da indústria da Cannabis, a popularização sobre o tema ganha mais força. Dia 17 de outubro, por exemplo, o Canadá tornará legal a planta recreativa. E com esse desenvolvimento ao desmistificar o estigma negativo, a substância para fins medicinais está ganhando espaço.

A empresa PreveCeutical já identificou essa maior demanda de Cannabis medicinal e está criando sistemas de entrega e produtos para suprir esse nicho.

“Todos os nossos produtos são medicamentos preventivos, não orientados para recreação, mas à medida que a área se expande, você verá um vazio no lado medicinal porque a maioria das empresas de Cannabis está se preparando para se tornar recreativa”, diz Stephen Deventer, presidente e CEO da PreveCeutical.

Para o executivo, o lado médico se tornará muito procurando, dando a oportunidade da empresa licenciar produtos para as principais empresas farmacêuticas e/ou de Cannabis.

 

Tecnologia em terapia

A aposta da companhia é um sistema de “sol-gel” de liberação de medicamento à base de Cannabis para o nariz. Desenvolvido pelo Dr. Harry Parekh, diretor de pesquisa da PreveCeutical, o método trata inflamações como sinusite e rinite de forma mais agradável que o uso de sprays.

Parekh acredita que o estigma de fumo de Cannabis pode ser afastado, uma vez que se usa a planta em diversos métodos diferentes – spray, patch (adesivo), ‘wafer’ – sem os efeitos psicoativos causados pelo THC e “colhendo todos os benefícios dele”.

“A longo prazo, podemos ser o que a Microsoft e a Apple são para o mundo da tecnologia – acredito que a ProveCeutical será a farmacêutica e o mundo da saúde preventiva nas próximas décadas”, afirma Parekh.

Créditos da imagem: Instagram @fragrant_possibilities